Flexound, ouça com a pele

Na década de 1970 a banda americana Grateful Dead reservava espaços especiais na platéia para pessoas com problemas auditivos.

Os “DefHeads”, como ficaram conhecidos, seguravam bexigas cheias de ar com a ponta dos dedos para aumentar suas sensações auditivas.

A empresa finlandesa Flexound desenvolve tecidos especiais que usam a pele como dispositivo auxiliar de audição.

Segundo a Flexsound seus produtos estão voltados para assentos em automóveis, aeronaves, cinemas, mobiliário, cadeiras para gamers e até colchões !

Gostaria de dormir num colchão desses embalados pela minha coleção do Mötorhead…

Publicado por Alexandre Algranti

Estudou engenharia, marketing e finanças mas quer mesmo ser jornalista. Continua na busca do fone de ouvido perfeito mas espera jamais encontrar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *